Nossa Sede

Avenida Genésia B. Tarantino, 115 - Jardim Paulista - São José dos Campos/SP - Fone: 12 3302-5996


  • Grande Vitória!

    Trem da Alegria começa a ser pago aos trabalhadores!

  • Edição 86 #

    lEIA O JORNAL CORREIO DO TRABALHADOR

  • Demissão Irregular #

    Carteiro é reintegrado em Ubatuba

  • Lucro só aumenta:

    E a PLR?

  • segunda-feira, 7 de agosto de 2017

    A direção dos Correios suspendeu a primeira reunião de negociação da Campanha Salarial 2017/2018. 
    A reunião estava marcada para acontecer amanhã, dia 8 de agosto, mas ao que tudo indica, o presidente da empresa, Sr. Guilherme Campos do PSD, tem compromissos que considera mais importantes para a data.
    De acordo com ofício enviado pela Vice-Presidente de Gestão Estratégica de Pessoas (VIGEP), a reunião ainda não tem nova data e que fará uma consulta às Federações para remarcação.
    Há tempos estamos alertando que esta será uma das Campanhas mais difíceis, e que por isso necessitamos da união e organização de todos para sairmos vitoriosos no nosso Acordo Coletivo de Trabalho.
    Vamos à luta! Todos ao V Congresso dos Ecetistas do Sintect-VP
    x

    Em decisão arbitrária, ECT adia início das negociações

    Postado As:  10:16  |  Em:    |  Mais informações »

    A direção dos Correios suspendeu a primeira reunião de negociação da Campanha Salarial 2017/2018. 
    A reunião estava marcada para acontecer amanhã, dia 8 de agosto, mas ao que tudo indica, o presidente da empresa, Sr. Guilherme Campos do PSD, tem compromissos que considera mais importantes para a data.
    De acordo com ofício enviado pela Vice-Presidente de Gestão Estratégica de Pessoas (VIGEP), a reunião ainda não tem nova data e que fará uma consulta às Federações para remarcação.
    Há tempos estamos alertando que esta será uma das Campanhas mais difíceis, e que por isso necessitamos da união e organização de todos para sairmos vitoriosos no nosso Acordo Coletivo de Trabalho.
    Vamos à luta! Todos ao V Congresso dos Ecetistas do Sintect-VP
    x

    sexta-feira, 30 de junho de 2017

    Conforme aprovado em assembleia, os trabalhadores dos Correios da base do Vale do Paraíba aderiram à Greve Geral do dia 30 de junho.

    Vale Histórico:
    Em reunião extraordinária do Conselho de Representantss do Vale Histórico, realizada ontem, dia 29, ficou deliberado que os ativistas iriam mobilizar a porta das unidades e depois seguiriam em caravana para o grande ato unificado que acontecerá às 10h em São José dos Campos.

    São José e Jacareí:
    Os ativistas de São José e Jacareí travaram a saída dos caminhões carregados até por volta das 8:30h, horário em que a polícia chegou com todo aparato e truculência. Após isso, os grevistas se dividiram para os CDD's para fortalecerem as paralisações locais e para tentar levar um grande número de ativistas ao ato das 10h na Praça Afonso Pena em São José.

    No momento já existe uma concentração de manifestantes no local do ato e a proposta é seguir a mobilização ao longo do dia.
    Portanto, se vc quiser participar, Ainda da tempo! Entre em contato com seu representante sindical ou dirija-se para a Praça Afonso Pena em São José.

    Acompanhe como está a Greve Geral de 30 de Junho no Vale do Paraíba

    Postado As:  05:57  |  Em:    |  Mais informações »

    Conforme aprovado em assembleia, os trabalhadores dos Correios da base do Vale do Paraíba aderiram à Greve Geral do dia 30 de junho.

    Vale Histórico:
    Em reunião extraordinária do Conselho de Representantss do Vale Histórico, realizada ontem, dia 29, ficou deliberado que os ativistas iriam mobilizar a porta das unidades e depois seguiriam em caravana para o grande ato unificado que acontecerá às 10h em São José dos Campos.

    São José e Jacareí:
    Os ativistas de São José e Jacareí travaram a saída dos caminhões carregados até por volta das 8:30h, horário em que a polícia chegou com todo aparato e truculência. Após isso, os grevistas se dividiram para os CDD's para fortalecerem as paralisações locais e para tentar levar um grande número de ativistas ao ato das 10h na Praça Afonso Pena em São José.

    No momento já existe uma concentração de manifestantes no local do ato e a proposta é seguir a mobilização ao longo do dia.
    Portanto, se vc quiser participar, Ainda da tempo! Entre em contato com seu representante sindical ou dirija-se para a Praça Afonso Pena em São José.

    quarta-feira, 28 de junho de 2017


    Em assembleia, os trabalhadores dos Correios da base do Vale do Paraíba aprovaram a adesão à Greve Geral do dia 30. A votação aconteceu no dia 22 e confirmou a disposição da categoria em parar as atividades para exigir a saída do presidente Michel Temer do PMDB, a saída de Guilherme Campos do PSD da presidência dos Correios, a saída dos corruptos do Congresso Nacional e para derrubar as reformas trabalhista e da Previdência.

    A Greve Geral também foi debatida nos Conselhos de Representantes, onde ficou claro que os trabalhadores têm força para parar o Brasil por mais um dia, como foi em 28 de abril. 

    “Muitos diziam que seria impossível, mas em 28 de abril o Brasil parou. Agora precisamos parar novamente e mais forte para derrubar de vez esse governo." Declarou Carlos Alberto Alves, diretor do Sintect-VP que conduziu a reunião do Conselho no Vale Histórico.

    O companheiro Luis Antônio Oliveira, o Índio, vitima de perseguição da empresa e que está com seu contrato de trabalho suspenso, também compareceu ao Conselho e ressaltou: “Essas reformas vão destruir nossos direitos. Esse governo corrupto precisa cair e somente uma Greve Geral vitoriosa poderá dar um grande passo para isso. Ninguém aguenta mais tanto desemprego e tanta exploração."

    Correios
    A categoria está prestes a enfrentar a campanha salarial mais difícil de sua história. A luta contra a privatização, contra a cobrança de mensalidade no plano de saúde, contra as demissões, por salário digno e direitos está na ordem do dia e teremos que ser incansáveis nesta batalha.

    Com a saída de Michel Temer, de Gilberto Kassab e de Guilherme Campos o processo de demissões nos Correios tende a parar e também a privatização. Lutar pelo Fora Temer é a garantia que temos para defender nossos empregos e direitos. 
    Vamos todos juntos fazer uma grande Greve Geral para bota pra fora Temer e sua quadrilha, na defesa dos nossos direitos!

    Ecetistas aprovam adesão à GREVE GERAL em assembleia. #ForaTemer e #ForaGuilhermeCampos são também reivindicados pela categoria

    Postado As:  07:12  |  Em:    |  Mais informações »


    Em assembleia, os trabalhadores dos Correios da base do Vale do Paraíba aprovaram a adesão à Greve Geral do dia 30. A votação aconteceu no dia 22 e confirmou a disposição da categoria em parar as atividades para exigir a saída do presidente Michel Temer do PMDB, a saída de Guilherme Campos do PSD da presidência dos Correios, a saída dos corruptos do Congresso Nacional e para derrubar as reformas trabalhista e da Previdência.

    A Greve Geral também foi debatida nos Conselhos de Representantes, onde ficou claro que os trabalhadores têm força para parar o Brasil por mais um dia, como foi em 28 de abril. 

    “Muitos diziam que seria impossível, mas em 28 de abril o Brasil parou. Agora precisamos parar novamente e mais forte para derrubar de vez esse governo." Declarou Carlos Alberto Alves, diretor do Sintect-VP que conduziu a reunião do Conselho no Vale Histórico.

    O companheiro Luis Antônio Oliveira, o Índio, vitima de perseguição da empresa e que está com seu contrato de trabalho suspenso, também compareceu ao Conselho e ressaltou: “Essas reformas vão destruir nossos direitos. Esse governo corrupto precisa cair e somente uma Greve Geral vitoriosa poderá dar um grande passo para isso. Ninguém aguenta mais tanto desemprego e tanta exploração."

    Correios
    A categoria está prestes a enfrentar a campanha salarial mais difícil de sua história. A luta contra a privatização, contra a cobrança de mensalidade no plano de saúde, contra as demissões, por salário digno e direitos está na ordem do dia e teremos que ser incansáveis nesta batalha.

    Com a saída de Michel Temer, de Gilberto Kassab e de Guilherme Campos o processo de demissões nos Correios tende a parar e também a privatização. Lutar pelo Fora Temer é a garantia que temos para defender nossos empregos e direitos. 
    Vamos todos juntos fazer uma grande Greve Geral para bota pra fora Temer e sua quadrilha, na defesa dos nossos direitos!

    terça-feira, 27 de junho de 2017


    O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou nesta segunda-feira, dia 26, ao Supremo Tribunal Federal, Michel Temer do PMDB, por corrupção!

    Na base da acusação estão as delações premiadas de Joesley Batista, dono da JBS, e Ricardo Saud, ex-diretor de Relações Institucionais da empresa.

    Além da presidência, o Congresso está infestado de corruptos! E são estes criminosos que querem aprovar leis que atacam nossos direitos!
    A Greve Geral desta sexta-feira, dia 30, acontecerá em um ótimo momento para que os trabalhadores exijam a saída de Temer e deixarem um recado contra esse Congresso corrupto que quer impor as reformas trabalhista e da Previdência.

    Mas, a denúncia contra o presidente só poderá ser aceita pelo STF com o aval da Câmara.
    Após esse trâmite, a ação passará pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e, depois, pelo plenário. 
    Para avançar, precisa ser aprovada por dois terços da Câmara. Isso significa que Temer precisará dos votos de 172 dos 513 deputados para se livrar da denúncia. Caso ocorra a aprovação, a ação volta para o STF, que decide se aceita ou não a denúncia. Se aceitar, Temer será obrigado a se afastar do cargo por 180 dias.
    Joesley Batista realizou o primeiro acordo de delação premiada desde o início da Operação Lava Jato que tratava de um crime em curso. Ele gravou uma conversa que teve com Temer em 7 de março no Palácio do Jaburu, residência oficial da vice-presidência. Após muita perícia, a Polícia Federal concluiu que não houve adulteração e que a gravação é verdadeira. 

    Primeiramente... #ForaTemer

    Esta é a primeira vez na história do Brasil, que um presidente é denunciado por corrupção ao STF ainda no exercício do cargo! 

    Temer é o primeiro presidente na história que é denunciado por corrupção ao STF ainda no exercício do mandato.

    Postado As:  11:17  |  Em:    |  Mais informações »


    O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou nesta segunda-feira, dia 26, ao Supremo Tribunal Federal, Michel Temer do PMDB, por corrupção!

    Na base da acusação estão as delações premiadas de Joesley Batista, dono da JBS, e Ricardo Saud, ex-diretor de Relações Institucionais da empresa.

    Além da presidência, o Congresso está infestado de corruptos! E são estes criminosos que querem aprovar leis que atacam nossos direitos!
    A Greve Geral desta sexta-feira, dia 30, acontecerá em um ótimo momento para que os trabalhadores exijam a saída de Temer e deixarem um recado contra esse Congresso corrupto que quer impor as reformas trabalhista e da Previdência.

    Mas, a denúncia contra o presidente só poderá ser aceita pelo STF com o aval da Câmara.
    Após esse trâmite, a ação passará pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e, depois, pelo plenário. 
    Para avançar, precisa ser aprovada por dois terços da Câmara. Isso significa que Temer precisará dos votos de 172 dos 513 deputados para se livrar da denúncia. Caso ocorra a aprovação, a ação volta para o STF, que decide se aceita ou não a denúncia. Se aceitar, Temer será obrigado a se afastar do cargo por 180 dias.
    Joesley Batista realizou o primeiro acordo de delação premiada desde o início da Operação Lava Jato que tratava de um crime em curso. Ele gravou uma conversa que teve com Temer em 7 de março no Palácio do Jaburu, residência oficial da vice-presidência. Após muita perícia, a Polícia Federal concluiu que não houve adulteração e que a gravação é verdadeira. 

    Primeiramente... #ForaTemer

    Esta é a primeira vez na história do Brasil, que um presidente é denunciado por corrupção ao STF ainda no exercício do cargo! 

    sexta-feira, 12 de maio de 2017

    Comunicado urgente!

    O diretor do Sintect-VP, Luis Antônio Oliveira, conhecido como índio, acaba de ter seu contrato de trabalho suspenso pela ECT, em notificação enviada por e-mail oficial.
    Esta é uma clara ameaça de demissão de um trabalhador e diretor sindical.
    Não foi à toa que esta medida nos foi encaminhada logo após greve decisiva, cujo o diretor Índio esteve atuante.
    Tal represália é mais um motivo para lançar ampla campanha contra as perseguições políticas na empresa.
    A direção da ECT anunciou que quer demitir mais de 25 mil trabalhadores e vai reabrir o PDV, em mais uma demonstração de sucateamento de nossa estatal. 
    A suspensão do contrato de trabalho de figuras públicas sindicais é uma afronta para toda a categoria.
    Informamos que tomaremos todas as medidas cabíveis, jurídicas e políticas.
    Mais do que nunca precisamos do apoio e organização de todos.
    Este é um momento de solidariedade de classe, e também, por representar um estopim para muitas outras retaliações nos Correios.
    Diretoria Sintect-VP- gestão 2016/2019

    Abaixo o documento:


    Comunicado Urgente! Diretor sindical tem contrato de trabalho suspenso pela ECT

    Postado As:  15:42  |  Em:    |  Mais informações »

    Comunicado urgente!

    O diretor do Sintect-VP, Luis Antônio Oliveira, conhecido como índio, acaba de ter seu contrato de trabalho suspenso pela ECT, em notificação enviada por e-mail oficial.
    Esta é uma clara ameaça de demissão de um trabalhador e diretor sindical.
    Não foi à toa que esta medida nos foi encaminhada logo após greve decisiva, cujo o diretor Índio esteve atuante.
    Tal represália é mais um motivo para lançar ampla campanha contra as perseguições políticas na empresa.
    A direção da ECT anunciou que quer demitir mais de 25 mil trabalhadores e vai reabrir o PDV, em mais uma demonstração de sucateamento de nossa estatal. 
    A suspensão do contrato de trabalho de figuras públicas sindicais é uma afronta para toda a categoria.
    Informamos que tomaremos todas as medidas cabíveis, jurídicas e políticas.
    Mais do que nunca precisamos do apoio e organização de todos.
    Este é um momento de solidariedade de classe, e também, por representar um estopim para muitas outras retaliações nos Correios.
    Diretoria Sintect-VP- gestão 2016/2019

    Abaixo o documento:


    segunda-feira, 8 de maio de 2017

     Em assembleia, trabalhadores optam por suspender paralisação e manter Estado de Greve





    Na manhã desta segunda-feira, dia 8, os trabalhadores realizaram concentração no CTE/CEE Sao José e mais uma assembleia.

    Por maioria, os ecetistas optaram pela suspensão da paralisação, mas mantendo o Estado de Greve, podendo retomá-la a qualquer momento.


    A proposta foi avaliada ponto a ponto detalhadamente e em votação muitos pontos foram rejeitados.

    A greve, iniciada no dia 26 de abril, seguiu forte até que a direção da FINDECT orientou pela aceitação da proposta, enfraquecendo a mobilização.  


    "Esta decisão foi colocada para os trabalhadores (as), que de forma responsável, optaram por suspender a greve, para iniciar ampla campanha de conscientização dos demais colegas e população. Aqui não tem nenhum herói para levar uma greve sozinho nos ombros. Somos uma categoria que olha para o coletivo, a decisão da maioria é sempre a que vai prevalecer." Declarou Moisés Lima, presidente do Sintect-VP  

    Confira a proposta avaliada ponto a ponto:
    - Sobre a Demissão Motivada: Proposta de reabertura do PDI - REJEITADA
    - Sobre a suspensão ou parcelamento das férias: REJEITADA
    - Retorno da entrega diária: APROVADA
    - Proposta sobre o Plano de Saúde ir ao TST: REJEITADA
    - Compensação das horas de greve: APROVADA *Na condição de compensar apenas no seu local de trabalho
    - Reavaliação do fechamento das agências: APROVADA
    *Demais pontos com ressalvas


    Em assembleia, trabalhadores optam por suspender paralisação e manter Estado de Greve

    Postado As:  09:29  |  Em:    |  Mais informações »

     Em assembleia, trabalhadores optam por suspender paralisação e manter Estado de Greve





    Na manhã desta segunda-feira, dia 8, os trabalhadores realizaram concentração no CTE/CEE Sao José e mais uma assembleia.

    Por maioria, os ecetistas optaram pela suspensão da paralisação, mas mantendo o Estado de Greve, podendo retomá-la a qualquer momento.


    A proposta foi avaliada ponto a ponto detalhadamente e em votação muitos pontos foram rejeitados.

    A greve, iniciada no dia 26 de abril, seguiu forte até que a direção da FINDECT orientou pela aceitação da proposta, enfraquecendo a mobilização.  


    "Esta decisão foi colocada para os trabalhadores (as), que de forma responsável, optaram por suspender a greve, para iniciar ampla campanha de conscientização dos demais colegas e população. Aqui não tem nenhum herói para levar uma greve sozinho nos ombros. Somos uma categoria que olha para o coletivo, a decisão da maioria é sempre a que vai prevalecer." Declarou Moisés Lima, presidente do Sintect-VP  

    Confira a proposta avaliada ponto a ponto:
    - Sobre a Demissão Motivada: Proposta de reabertura do PDI - REJEITADA
    - Sobre a suspensão ou parcelamento das férias: REJEITADA
    - Retorno da entrega diária: APROVADA
    - Proposta sobre o Plano de Saúde ir ao TST: REJEITADA
    - Compensação das horas de greve: APROVADA *Na condição de compensar apenas no seu local de trabalho
    - Reavaliação do fechamento das agências: APROVADA
    *Demais pontos com ressalvas


    Greve é guerra!

    Após "Cavalo de Tróia" de caminhões carregados de pelegos, ECT faz "muralha de Carga" para impedir visão da unidade


    Imagem do CTE desta manhã de segunda-feira, dia 8.

    Direção dos Correios inova nas táticas para convencer pelegos de trabalhar. A primeira surpresa foi o "Cavalo de Tróia" de caminhões que levavam alguns pelegos em meio às cargas, tudo isso para evitar o constrangimento de enfrentar os colegas e de se rastejar por debaixo de nossas faixas.

    Agora, no piquete desta manhã de segunda-feira, dia 8, a empresa preparou uma grande "Muralha de Carga" para impedir a visão da unidade e "preservar" aqueles que realizadas manobras para trabalhar. Isto é vergonhoso!

    Apesar disso, a greve segue forte e os manifestantes, conscientes de seu papel, estão no CTE/CEE São José, fazendo o trabalho de convencimento e diálogocom trabalhadores e população local.

    A greve não foi definida pelo sindicato, ela foi votada democraticamente pelos trabalhadores em assembleias de todo país! Isto porque não nos resta outra saída, pois a ECT atacou nossos benefícios (férias, plano de saúde) não oferece nenhuma condição digna de trabalho e agora quer demitir trabalhadores!

    Uma empresa que não respeita nem a Lei, como no caso do adicional dos motociclistas, você acha que respeitará o Acordo Coletivo? Vamos à luta!

    Após "Cavalo de Tróia" de caminhões carregados de pelegos, ECT faz "muralha de Carga" para impedir visão da unidade

    Postado As:  03:32  |  Em:    |  Mais informações »

    Greve é guerra!

    Após "Cavalo de Tróia" de caminhões carregados de pelegos, ECT faz "muralha de Carga" para impedir visão da unidade


    Imagem do CTE desta manhã de segunda-feira, dia 8.

    Direção dos Correios inova nas táticas para convencer pelegos de trabalhar. A primeira surpresa foi o "Cavalo de Tróia" de caminhões que levavam alguns pelegos em meio às cargas, tudo isso para evitar o constrangimento de enfrentar os colegas e de se rastejar por debaixo de nossas faixas.

    Agora, no piquete desta manhã de segunda-feira, dia 8, a empresa preparou uma grande "Muralha de Carga" para impedir a visão da unidade e "preservar" aqueles que realizadas manobras para trabalhar. Isto é vergonhoso!

    Apesar disso, a greve segue forte e os manifestantes, conscientes de seu papel, estão no CTE/CEE São José, fazendo o trabalho de convencimento e diálogocom trabalhadores e população local.

    A greve não foi definida pelo sindicato, ela foi votada democraticamente pelos trabalhadores em assembleias de todo país! Isto porque não nos resta outra saída, pois a ECT atacou nossos benefícios (férias, plano de saúde) não oferece nenhuma condição digna de trabalho e agora quer demitir trabalhadores!

    Uma empresa que não respeita nem a Lei, como no caso do adicional dos motociclistas, você acha que respeitará o Acordo Coletivo? Vamos à luta!

    Parcerias-Ajuda-Contato
    Copyright © 2013 Traduzido Por: Template Para Blogspot by BloggerTheme9
    Proudly Powered by Blogger.
    back to top